quarta-feira, 15 de março de 2017

VII Festival Internacional da Canção - Rio de Janeiro

José Afonso

«Levei "A morte saiu à rua" ao Maracanãzinho, procurando afirmar a mensagem política contida na canção. Foi um trabalho completamente inglório. Era o ambiente mais alienatório que tu podes conceber. O que vi nos bastidores foram coisas perfeitamente inconfessáveis. Foi o mais completo gangsterismo. Os prémios já estavam previamente estabelecidos. O americano tinha que ganhar, embora o americano fosse tão ingénuo que nem deu por isso.»

in "Livra-te do Medo" de José A. Salvador

O que eu não sabia é que para além do Zeca esteve outro cantor português, Paulo de Carvalho (convidado pelo "Diário de Lisboa") com o "Maria, Vida Fria" de José Niza e Pedro Osório.

FASE INTERNACIONAL

Portugal: A MORTE SAIU À RUA (José Afonso) José Afonso
Portugal: MARIA, VIDA FRIA (José Niza/Pedro Osório) Paulo de Carvalho

Nem o Zeca nem o Paulo passaram à final.

Em imagens: O cartaz do Festival, o Maracanãzinho, o vencedor do certame (o americano), capa do disco do Paulo de Carvalho com o tema com que concorreu e Zeca com José Ribamar e Jackson do Pandeiro

Sem comentários:

Enviar um comentário